Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Petição Mulheres da IURD em Angola Apelando o Direito ao Culto

Para: Presidente da República de Angola, Camarada José Eduardo dos Santos

AMEIANGOLA

Causa: A CAUSA MÃE DE TODAS AS CAUSAS: “MULHER- MÃE de NAÇÕES”

Mulheres da IURD em Angola Apelando o Direito ao Culto


Em véspera da celebração do dia Internacional da Mulher, celebrado por todas as mulheres, em todos os continentes, em memória das lutas pela emancipação da mulher, para:
Melhoria das suas condições de vida;
Melhoria das condições de trabalho;
E garantias de direitos fundamentais.

Dentre os quais, o “Direito à Liberdade de Culto”, segundo a sua consciência. As mulheres da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola, sentem-se oprimidas e destituídas do título de filhas de Angola, por não poderem comemorar o dia da mulher Angolana, e o dia Internacional da Mulher, segundo o seu programa cristão.

Pesa sobre a Igreja Universal do Reino de Deus, uma suspensão de todas as actividades cristãs, por um período de sessenta dias, tendo começado, a suspensão, no passado dia 2 de Fevereiro de 2013. Até ao momento, não sabemos ao certo quando poderemos voltar a cultuar nos nossos templos.

Rogamos ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República de Angola, Camarada José Eduardo dos Santos, que permita que as mulheres da IURD em Angola, possam cultuar nos seus templos.

Camarada Presidente, a AMEIANGOLA, desde à sua constituição, a 4 de outubro de 2011, tem ajudado os órgãos governamentais a reduzir a pobreza, que graça no seio da mulher angolana, através da sensibilização à mamã zungueira, aconselhamento profissional e empresarial; formação e apoio , tendo retirado centenas de mulheres das ruas, e do desemprego. A educação no seio da família que tem restaurado muitos lares, e a educação sanitária às mulheres vendedoras.

As mulheres da Igreja Universal do Reino de Deus, representam mais de setenta porcento (70%) dos fieis da IURD em Angola.

Das mais de quinhentas mil almas que a IURD em Angola congrega, mais de trezentas mil são mulheres. Em Angola, são maioritariamente as mulheres que asseguram a gestão económica e financeira das suas famílias.

Nós, mulheres da IURD em Angola, somos as verdadeiras donas dos templos da IURD: somos as que mais contribuímos com as nossas ofertas, e nossos dízimos, para o crescimento da Igreja e expansão do evangelho em toda Angola.

Por isso, apelamos ao Camarada Presidente, a abertura dos nossos templos para que possamos orar e adorar a Deus.

Rogamos ao Camarada Presidente, como a mais alta instância do país, pelo seu carisma, que sejamos agraciadas com a reabertura das portas dos nossos templos neste Março – Mulher;

Como pai que se compadece de suas filhas, como filho que honra a sua mãe, como marido que ama a sua esposa, como irmão que não desempara a suas irmãs. Pois que “Não há um pai que se lhe peça pão, e dê pedra ao seu filho” (Lucas 11:11).


Rogamos a Vossa sensibilidade.


Luanda, 07 de Março de 2013



AMEIANGOLA


Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
281 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.