Petição Pública Logotipo
Ver Petição Razões para assinar. O que dizem os signatários.
A opinião e razões dos signatários da Petição: Preservação da Unidade Tripla Eléctrica 2001, para Exmo.Senhor Presidente da República, Exmo. Senhor Presidente da Assembleia da República, Exmo. Senhor Primeiro-Ministro, Exmo. Senhor Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Exmo. Senhor Ministro da Cultura, Exmo. Senhor Presidente da CP – Comboios de Portugal, E.P.E., Exmo. Senhor Presidente da Infraestruturas de Portugal, Exmo. Senhor Presidente da Fundação Museu Nacional Ferroviário Armando Ginestal Machado(FMNF), Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Exmos. Agentes Culturais do Entroncamento e da Região de Lisboa e Vale do Tejo, A todos os cidadãos:

Nome Comentário
António P. Não se pode deixar destruir o nosso património ferroviário. Eu moro na Amadora e devo ter viajado milhares de vezes nesse comboio.
Helena L. Porque é importante preservar a nossa história. Só gente insensível não percebe a importância da história de um País.
Domingos S. Salvaguardar o património é um dever de todos nós!
Jorge S. Não há um mínimo de bom senso.
Maria P. Boa ideia.
FERNANDO E. É indiscutível a ausência de Valores na sociedade portuguesa, condição intencionalmente estabelecida para transformar um Povo num conjunto de seres individuais sem Alma, que possam ser dirigidos com processos abjectos e sem qualquer contestação, em todos os aspectos da vida.
Carlos N. Sou ex-ferroviário (reformado) e viajei inúmeras vezes nesta UTE. É um crime nacional o seu abate (1ª. da sua série).
Jorge S. Trata-se da 1ª UTE fabricada em portugal no tempo em que cá se fabricaram comboios. É essencial ficar como memória do passado...
Andreia N. Como jovem cidadã portuguesa, e com gosto pela cultura, história e turismo do nosso país considero que não devamos esquecer o que faz parte da nossa história, e preservar infraestruturas como estas. Cumprimentos Andreia Neto
Luís M. Será um crime privar as gerações futuras de parte da nossa história recente. O que mostrariamos a quem visita os Jerónimos se após o terramoto de 1755 tivessemos ido pelo mais fácil que era demolr o mosteiro dos Jerónimos.Se não preservarmos esta UTE ,então vamos exigir que o valor da sua sucata seja imediatamente usado a preservar outras peças de interesse que estão a aprodecer ao ar livre,isto para evitar que alguém lucre com o crime.Esta automotora levou muitos de nós em viagem nas linhas urbanas de Lisboa.
Carlos C. É fundamental, não só por respeito à nossa memória histórica mas também para motivar as gerações futuras, que esta unidade tripla eléctrica seja preservada. Aquando da sua concepção, discutia-se qual o sistema de tracção eléctrica mais adequado para o material circulante motor a 25 kV - 50 Hz, tendo estas unidades sido projectadas e construídas adoptando soluções de engenharia muitíssimo complexas, sobretudo no que respeitava aos motores de tracção (directos de corrente alternada monofásica). Conta-se pelos dedos de uma mão as séries de material circulante motor que adoptaram esta solução. É mais uma razão de peso para se preservar este equipamento. Caso não se concretize, sinto-me "traído" pois, nos idos da década de 1970, ainda um jovem engenheiro de manutenção do Serviço de Manutenção de Campolide, trabalhei directamente com estas UTEs, que conheço tão bem como as minhas próprias mãos.
João A. É com muita satisfação que assino a presente petição. Oxalá as entidades a quem a mesma será endossada sejam sensíveis e possibilitem, com o seu poder de influência, preservar o que a automotora represente é que tão bem descrito se encontra no documento.
Alberto B. Gosto de comboios e para mais este construido na Sorefame
José S. De facto é uma peça de grande interesse histórico que deve ser preservada por todos os meios possíveis.
Pedro P. Não ao abate da UTE 2001
António F. Que não aconteça à 2001 o mesmo que as "Cravens" da linha de Cascais
LUIS G. Espero que esta unidade seja preservada como testemunho real para as gerações futuras do que foi a história contemporânea do caminho de ferro em Portugal.
MARCO L. Só num País ridiculo e mísero é que algo tão normal como a preservação da história tem que provocar uma petição
Diogo C. Tem havido demasiados exemplares ferroviários, que chegando aos nossos dias em bom estado de conservação e até em condições de circulação são totalmente deixados ao abandono. Veja-se o caso da Nohab, Allan, 1501, 2550, 1805, entre outros, porque há mais. Depois temos responsáveis a dizer que não há dinheiro para sua recuperação. No mínimo, estamos perante actos de gestão danosa.
Frederico R. Demasiada informação técnica. Se querem atingir um público mais genérico para além dos Amigos dos Caminhos de Ferro têm que mudar o texto. Sejam mais incisivos na informação genérica, de cariz Patriota e Histórica. A informação técnica metam em links e quem quiser saber vai ver.

Assinaram a petição
259 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.



Ler texto da Petição