Petição Pública Logotipo
Ver Petição Razões para assinar. O que dizem os signatários.
A opinião e razões dos signatários da Petição: PETIÇÃO ANULADA - Por um concurso de professores mais justo, para Exmo Senhor Presidente da Assembleia da República

Nome Comentário
Rita M. Sou uma dos professores prejudicados na mobilidade interna com a agravante de, pelo regime de meia jornada, estar a concorrer a um meio horário e ter sido colocada a 25 de agosto numa escola a 85 km de casa para preencher um horário completo (que posteriormente a escola dividiu).
Ana L. Numero de ordem 11,concurso mobilidade interna, com 20h letivas, ultrapassada por colega com número de ordem 55, com o mesmo numero de horas. Eu estou numa escola a 15 km da minha residência, Vila Nova de Gaia, enquanto o colega, menos graduado, ficou numa escola junto ao estádio do Bessa, cidade do Porto
Maria D. Fiquei a 150km de casa. Tenho 2 filhas com menos de 12 anos e vi colegas com menor graduação a ficar nas minhas primeiras preferências. Fiquei chocada com o que aconteceu este ano.
Rui P. Por um concurso público mais digno é a pensar nas famílias!
Maria M. Subscrevo a peticao
Luís M. Concordo
Noélia . Para que haja justiça.
Ana N. Lutemos pelo que é mais justo para todos
Maria C. Mais justiça e equidade.
Clara . Todos os anos andar com a casa as costas nao!!! Ja e altura de pensarem que os professores teem familia !!!! Chega de tanta angustia e sofrimento so de pensar que sao colocados a kilometros e kilometros de suas casas!!!!
Teresa G. Chega de fazer dos professores os profissionais que têm de pagar para trabalhar!
maria r. Muito bem!!!
Carla M. Este país precisa que os governantes deixem de brincar com as estatísticas. Deixem o poder para quem percebe alguma coisa de justiça!
Angélica F. Estou vinculada ao QZP 01 há 11 anos e os contratados que vinculam extraordinariamente vão à minha frente.
Encarnação S. A ordenação dos docentes e respetiva colocação tendo por base a graduação.
Filipa D. Por um concurso mais justo!!!
Maria F. Os professores são uma classe que memhum País pode passar sem eles. São a base e o comcluir da formação Académica de todos mós ! ão os sacrifiquem mais !!!!!
Paula c. Que tenha primado pela injustiça, ausência de bom senso e de bom gosto o “concurso” para professor titular, é certo e sabido. Nós, docentes, discordámos e manifestámo-nos. Que tenha sido repetido esse modelo que se revelou suspeito, é lamentável. Demos a cara. Manifestámo-nos. No presente momento, com o devido respeito para com os docentes e colegas pertencentes a um Quadro de Zona Pedagógica (QZP), não posso ficar indiferente e escandalizada com o modus operandi que o Ministério mais uma vez encontrou para tentar soluccionar um um esquema que se revelou um autêntico fracasso.Ora, é mesmo este o cerne da questão. Ousa este Ministério cometer mais injustiças procedendo a colocações de docentes com graduação inferior no sentido de justificar o tal esquema fracassado que tão sabiamente criou? Não dá este Ministério igual oportunidade de aceder a uma determinada vaga a TODOS OS DOCENTES DO QUADRO, seja ele de ZONA PEDAGÓGICA, SEJA ELE DE NOMEAÇÃO DEFINITIVO. . Há que explicar – de uma vez por todas – à população portuguesa o porquê de uma professora cujo número de ordem na lista de graduação nacional é o 567 ser preterida a favor de uma outra que lhe “rouba” a vaga e que … é apenas o
Ema P. Tremenda injustiça
Maria M. Necessitamos de um país mais justo e correto em todos os aspetos.

Assinaram a petição
557 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.



Ler texto da Petição