Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Reconhecimento da Investigação e Docência em Psicologia junto da Ordem dos Psicólogos Portugueses

Para: Exmo. Sr. Bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses Francisco Miranda Rodrigues

Caros colegas psicólogos e psicólogas,

Venho através desta petição pedir o vosso apoio no sentido de reunirmos forças daqueles que valorizam as contribuições da investigação e docência em psicologia no sentido de fazermos chegar à Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) a seguinte mensagem:

Actualmente, na prática a OPP não reconhece a profissão de investigador/a nem de docente universitário em psicologia como ramos profissionais da disciplina que mereçam tal estatuto. De facto, em trocas de emails anteriores (para quem quiser uma cópia desses emails queira por favor solicitar a halleypontes@gmail.com) com a OPP foi-me informado que:

"A Comissão de Estágios entende que as actividades de investigação em psicologia, por si só, não serão equiparáveis a estágio profissional, a menos que configurem o exercício comprovado de prática profissional, tal como descrito no Regulamento de Estágios, ou seja, desde que o estagiário aplique, em contexto real de trabalho, os conhecimentos teóricos decorrentes da sua formação académica, desenvolva capacidade para resolver problemas concretos e adquira as competências e métodos de trabalho indispensáveis a um exercício competente e responsável da actividade da Psicologia, designadamente nas suas vertentes técnica, científica, deontológica e de relacionamento interpessoal."

Deste modo, fica claro que a OPP não entende que as actividades de investigação como sendo uma prática passível de estágio profissional e demarca a sua posição ao afirmar que esta não possui qualquer utilidade para que seja desenvolvida capacidade de resolução de problemas concretos, o que claramente não corresponde à realidade. Fica igualmente claro que o trabalho que muitos colegas desenvolvem na investigação e docência não se enquadra na definição da OPP de "contextos reais de trabalho", embora os colegas dessas áreas sejam pagos para fazer investigação e leccionar. De igual modo, não se compreende como o psicólogo que dedica 8 hora ou mais do seu dia a fazer investigação e a leccionar, formar e educar centenas de alunos de psicologia não esteja a desempenhar um trabalho que se encaixe no "contexto real de trabalho". A posição da OPP é de facto inaceitável e tem que ser revista urgemente uma vez que não só é discriminatória, como também favorece a criação de divisões profissionais e estereótipos desajustados sobre a realidade do trabalho do psicólogo, que no fundo vai muito mais além do que estar sentado num gabinete a ver pacientes. Embora o trabalho e missão da OPP seja na maior parte das vezes necessário e benéfico para a classe, convém salientar que uma das funções principais da OPP deve ser a de unificar os colegas psicólogos e psicólogas e não discriminá-los tendo em conta definições extremamente redutoras, discriminatórias e desajustadas sobre o âmbito profissional do psicólogo.

Por um lado, a boa prática da psicologia seja em que área for depende dos conhecimentos gerados pela investigação (ou pelo menos assim deve ser). Por outro lado, para que exista a profissão de psicólogo/a é preciso haver docentes que formem e qualifiquem os novos colegas. Neste sentido, sendo claro e inquestionável o papel da investigação e docência enquanto profissões do psicólogo/a, venho por este meio apelar aos colegas psicólogos/as portugueses que assinem esta petição no sentido de fazermos chegar esta mensagem à OPP e que esta instituição reconheça estágios profissionais em psicologia que se circunscrevam no âmbito da investigação e/ou docência em psicologia.


Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
20 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.