Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

2.ª Temporada 4Play_

Para: RTP2

Queremos a 2.ª temporada de 4Play_

4Play é uma série de televisão portuguesa de comédia exibida em 2017 pela RTP2 e produzida pela Frame Productions. Esta série quebrou um ciclo de longos anos de ausência na RTP2 de séries de ficção nacional produzidas para o próprio canal.
e boémias.
Só que nem tudo é um mar de rosas e os protagonistas vão enfrentar o lado cruel de se viver no paraíso. Com os seus conflitos, inseguranças e necessidades, as personagens representadas por atores como Duarte Loc, Pedro Manana, Sílvia Santos, Inês Gonçalves e Tiago Paiva personificam o drama cómico de viver sem pensar no amanhã.

O desejo da fama, muito associado à boémia e ao sexo fácil e descomprometido. A noite como palco de excessos, de sexo, de bebida e de amizades fugazes feitas entre o barulho da música, das luzes e as promessas inebriadas de paixões desvanecidas pelos primeiros raios de sol, que arrastam consigo o dia e denunciam fragilidades impercetíveis no crepúsculo. Este é o ambiente que a 4Play retrata e onde as personagens se movimentam.
Uma visão de vida fácil, sem complicações e pouco trabalho, que entra em contradição com o que se propõem a fazer – escrever uma série de televisão, usando como inspiração um jogo que se centra nas suas proezas sexuais.
Filmada no Porto e criada por Jaime Monsanto, Luís Porto, Pedro Manana e Tiago Paiva, 4PLAY tem como pano de fundo todos os bares onde se vende álcool, todas as casas de banho onde se consomem substâncias ilícitas e todas as camas onde se é bem íntimo – tudo à boleia de personagens irreverentes
Na 4Play, o desafio será mostrar como a realidade dos jovens de hoje está impregnada de exageros, que mais parecem ficção. Mostrar como sobrevivem aos exageros, facilidades e aparente libertinagem dos dias de hoje, os sentimentos de sempre – amor, paixão, amizade, cumplicidade… Elementos comuns à vida e à ficção que lhes dão tempero.
Uma das premissas do argumento é a sua capacidade de refletir sobre uma camada jovem que vive asfixiada pela ideia do que a sua imagem causa aos outros. A procura constante de se exibir e de projeção nas redes sociais, de modo a que todos sejam testemunhas das suas vivências, o que causa uma falha de privacidade. De repente tudo é público e não há limites para a exposição. Hoje, nas redes sociais, todos temos acesso a murais ficcionados sobre cada um dos nossos “amigos”, numa dualidade entre ficção e realidade.

A tensão entre este modo de vida inconsequente, as necessidades e as inseguranças, que o grupo de amigos vive, serão a grande fonte de inspiração das situações às quais as personagens terão de responder com a sua personalidade, com as suas fragilidades e com as suas goradas expectativas.
É do confronto entre as diferentes personagens e as situações em que se colocam, que nasce o ridículo. É da dor que nasce a comédia.
Ao longo da série, queremos aproximar-nos de um registo mais cru, para uma linguagem unificada em que a câmara se sente livre de acompanhar todos os movimentos das personagens, fazendo destes a forma determinante de a história evoluir. A banda sonora, maioritariamente composta pela banda de punk-rock GoBabyGo, dá um caráter mais irreverente à série.
Não podemos deixar de referir Carolina nesta nota de intenções, tão dona de si e do seu corpo, que não se deixa submeter ao estereótipo de “rapariga no meio dos homens”. Não fazendo parte da pontuação, Carolina é uma jogadora assídua e estratega, porém os seus objetivos são diferentes.
Sem grande pudor pela sua linguagem crua, a nudez também é um aspecto a salientar. Ela existe porque a história se centra na vida sexual do grupo. Torna-se natural.


Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
278 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.