Petição Pública Logotipo
Ver Petição Apoie esta Petição. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Rua da Voz do Operário- Tomada/ Largada de passageiros

Para: Presidente da Junta de Freguesia de S.Vicente, Presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Vereador dos pelouros de Planeamento/ Urbanismo / Reabilitação Urbana / Espaço Público / Património / Obras Municipais

A Rua da Voz do Operário é uma artéria estruturante da mobilidade urbana na zona da Graça e por ela passam diariamente carros, elétricos, tuk tuk’s, moradores, turistas e crianças.

No último ano fizeram-se alterações nessa mesma artéria, visando a eliminação completa do estacionamento de ambos os lados da rua, colocando impasses, impedindo o estacionamento, mesmo que temporário de tomada e largada de passageiros.

Essa situação tem causado grandes transtornos às famílias que diariamente têm que levar e buscar os seus filhos que frequentam a Fundação D. Pedro IV, IPSS situada no nº19 dessa mesma rua, onde cerca de 130 crianças frequentam as valências de creche e Jardim de Infância.

Invariavelmente, somos obrigados a deixar o carro com os sinais intermitentes ligados e vamos apressadamente levar os filhos, e invariavelmente saímos da escola a correr já com um elétrico a buzinar, sobrelotado de turistas que nos olham com ar ameaçador.

À hora das crianças saírem, o mesmo se passa.

No passeio em frente, os carros estão estacionados em transgressão, em cima dos passeios de forma a não incomodar os elétricos mas estragando as pedras da calçada, que estão soltas em muitas zonas.

A zona da Graça tem nos últimos tempos sido alvo de uma operação de turistificação, eliminando-se inúmeros lugares de estacionamento no Largo da Graça, dificultando-se a circulação fuída de quem aí reside e trabalha.

Na Graça também vivem pessoas, também trabalham pessoas, também há famílias que todos os dias têm logísticas complicadas para gerir de casa/ trabalho/escolas e não podem agarrar numa bicicleta para levar 3 filhos às escolas, nem têm nos transportes coletivos que existem na Graça uma alternativa viável. Apenas têm o elétrico 28 que não é uma alternativa de mobilidade urbana.

Ao que se fez na Rua da Voz do Operário, colocando impasses, e impedindo o estacionamento, não chamaríamos planeamento urbano, mas terrorismo social.

Se o turismo é uma prioridade para o país e para Lisboa em particular ele é muito bem-vindo, mas relembramos que o turismo que tem vindo a crescer em Lisboa, cresce à custa de uma imagem de cidade autêntica e genuinamente acolhedora,que queremos manter.

E isso não se consegue à custa do tornar a vida um vida um inferno aos residentes, expulsando-os da cidade não lhes permitindo que tenham sequer um lugar para pararem o carro 2 minutos para levarem os filhos à escola.

Os peticionários propõem:
1) Que sejam criados 2 lugares de estacionamento para tomada/largada de passageiros (dropp-off) em frente à Fundação D.Pedro IV.

2) Que se recuperem os lugares de estacionamento de um dos lados da Rua da Voz do Operário, ordenando o estacionamento.

3) Que se coordene com a Carris horários mais desfasados de circulação de elétricos nos períodos das 8h30-9h30 e das 17h00-18h00, muitas vezes vêm 3 atrás uns dos outros.

4) Que os carris dos elétricos nesta zona sejam alterados, permitindo que neste troço os elétricos possam circular apenas de um lado criando um troço limitado para mudança de faixa, circulando alternadamente em ambos os sentidos.


Na expectativa de ver este problema solucionado o mais breve possível,

Desejamos acima de tudo que Lisboa também seja nossa



ASSINEM E DIVULGUEM.


NOTA IMPORTANTE: ASSINEM COM NOME COMPLETO POR FAVOR.



Qual a sua opinião?

A actual petição encontra-se alojada no site Petição Publica que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Portugueses apoiarem as causas em que acreditam e criarem petições online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor da Petição poderá fazê-lo através do seguinte link Contactar Autor
Assinaram a petição
31 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine a Petição.